Sheva Alomar


Nome: Sheva Alomar
Nascimento: 1985
Tipo Sanguíneo: AB
Altura: 1,65m
Peso: 52kg
Status: Viva
Primeira Aparição: Resident Evil 5


Sheva Alomar é uma membro da divisão africana da BSAA e a parceira de Chris Redfield em uma de suas maiores missões da vida do rapaz que resultou na eliminação de seu arqui-inimigo e no resgate de sua parceira, Jill Valentine.


Quando era criança, seus pais foram mortos enquanto trabalhavam para a Umbrella num acidente biológico. Isso motivou ela a entrar, futuramente, na BSAA. Mas até que isso acontecesse, Sheva passou por muito sofrimento, pois sem seus pais, ela devia ter alguém para sustentá-la, mas nenhum de seus parentes conseguiria fazer isso a não ser seu tio que ficou com ela por um tempo, mas logo o abandonou para saber sobre seus pais. Passou fome e viveu sem teto por um tempo na savana africana até ser levada a um lar onde foi tratada por um homem desconhecido que a deu carinho e comida.


Com esse homem desconhecido, ela logo descobre que ele era um participante de uma guerrilha e descobriu que o acidente causado na Umbrella envolvendo seus pais, não teria sido um simples acidente. Os empregados da empresa nem se quer sabiam que participavam de experimentos com armas biológicas. Num acordo entre a Umbrella e o governo, o exército governamental matou os empregados que sobreviveram a criação de uma arma bio-química. Cheia de fúria e um dia querendo vingar a morte de seus pais, Sheva decidiu se unir a guerrilha. Passou os primeiros anos na guerrilha fazendo lavanderia, cozinhando entre outras tarefas domésticas enquanto treinava. Logo recebia sua primeira arma. É sempre horrível falar com Sheva sobre o tempo de 7 anos nas guerrilhas.


Quando fez 15 anos, Sheva recebeu um bilhete onde falava que as guerrilhas estavam fazendo um acordo secreto com a Umbrella para que os grupos usassem as armas biológicas da empresa para criar um ataque terrorista contra o governo africano. O homem que mandou o bilhete pedia a ajuda de Sheva para impedir que esse acordo fosse adiante pedindo para ela ir a um encontro numa igreja. Chegando lá, Sheva encontrou o autor do bilhete e um homem que se declarou como agente do governo americano. O homem dava a tarefa para ela de prender o representante da Umbrella que estava sob o acordo.


Sheva ajudou os homens. Agentes do governo americano, 3 dias depois, chegaram e Sheva conseguiu dar a eles acesso as guerrilhas. Com essa parceria, o representante da Umbrella foi preso e o homem do governo americano que a pediu ajuda a ofereceu a Sheva uma chance de se tornar uma guerreira.


Sheva viajou até os Estados Unidos onde aprendeu a falar inglês e acabou treinando duro, ingressou numa Universidade, se formou, e assim sendo recrutada para a BSAA. Em 2009, ela teve uma de suas maiores honras, ser parceira de Chris Redfield, um dos fundadores da BSAA com um histórico de lutas contra o bioterrorismo, entre essas lutas, foi ele com sua antiga parceira Jill que derrubaram a gigantesca Umbrella.


A missão dos dois era de prender um vendedor de armas biológicas, Ricardo Irving, em Kijuju, na África do Sul. Mas a missão se desenrolou ao matarem Irving que se infectara com o parasita Las Plagas e acabaram descobrindo rumores apontando a sobrevivência de Jill Valentine após um confronto que ela e Chris tiveram contra Wesker em 2006. Apesar de pessoas que amava e o seu povo estarem morrendo, Sheva não desistiu de continuar a missão com Chris. Ele mesmo tentara afastá-la a fim de não prejudicar ela. Mas a dignidade e lealdade de Sheva jamais conseguiria afastá-la de seu compromisso. Ela decidiu ficar com Chris até o final.


"We are partners. 'Till the end" - Sheva Alomar para Chris (Resident Evil 5)


A dupla seguiu em frente até descobrir que, há muito tempo atrás, a Umbrella e a TriCell fizeram parcerias para estudar o Vírus Progenitor vindo de uma flor cultivada por uma tribo indígena africana que consideravam a flor como sagradas. A tradição da tribo era de expor seus integrantes ao Vírus Progenitor e o que sobrevivesse naturalmente, seria chefe da tribo. Ozwell E. Spencer, James Marcus e Edward Ashford, os 3 criadores da Umbrella, foram quem montaram bases na África para estudar o vírus e foi com base no Progenitor que o doutor James Marcus conseguiu criar o T-Vírus, responsável por vários incidentes biológicos desastrosos ao redor do mundo.


Chris e Sheva acabam confrontando a presidente da divisão africana da TriCell, Excella Gionne. E mais tarde, num encontro com Excella, Chris e Sheva se deparam com uma figura mascarada e com o arqui-inimigo de Chris, Albert Wesker. Wesker revela quem é a figura que estava por trás da máscara e os dois se surpreendem ao ver que era Jill Valentine. Jill, controlada por Wesker, luta contra os dois, porém Chris e Sheva se unem e conseguem tirar um aparelho robótico que estava controlando os ataques de Jill. Ao tirar o controle do peito da mulher, Jill volta ao normal, porém fraca. Ela se desculpa pela confusão a dupla e logo diz que Wesker tinha planos horríveis pela frente e de que os dois precisavam impedir ele.


Basicamente, o plano de Wesker era usar o Vírus Uroboros (vírus derivado da fusão do Progenitor com anticorpos do T-Vírus no corpo de Jill) em escala global. Uma vez que o Uroboros fosse exposto a atmosfera, ele selecionaria naturalmente os organismos mais fortes que sobreviveriam ao ataque e assim seria o novo mundo: Humanos com DNA mais forte e Wesker visto como um deus. Mas Chris e Sheva já estavam no caminho para impedir o plano catastrófico.


Depois de uma luta pesada em uma base da TriCell, Chris e Sheva conseguem chegar ao avião que Wesker usa para fugir. No avião, há outra luta que acaba resultando na queda do avião em um vulcão perto da África do Sul. No vulcão, Wesker se infecta com o Uroboros que se relaciona com o organismo do vilão. Mas com o apoio de Jill e Josh Stone, Chris e Sheva conseguem matar Albert Wesker de uma vez por todas naquele local. Logo são resgatados por Jill e Josh e finalmente o pesadelo acaba. Sheva, atualmente, continua na BSAA lutando contra os males do bioterrorismo e protegendo o mundo de ameaças biológicas como uma verdadeira guerreira.


Comentários