Ozwell E. Spencer


Nome: Ozwell Edward Spencer
Nascimento: 1931
Tipo Sanguíneo: Desconhecido
Altura: 1,79m
Peso: 65kg
Status: Morto
Primeira Aparição: Resident Evil 5 (embora já mencionado antes)


Ozwell E. Spencer é um dos fundadores da Corporação Umbrella. Desde os primórdios da empresa, Spencer traçou planos para ter lucro e usar os próprios conteúdos e pesquisas a fim de conseguir vantagens incontáveis e projetar planos para ser um deus.


Criado em uma família nobre na Europa, Spencer teve o melhor dos estudos e na Universidade virou amigo de James Marcus e de Edward Ashford. O trio que gostaria de criar um novo mundo a partir de pesquisas sobre vírus e agentes biológicos, estudaram uma grande obra escrita um século antes por Henry Travis, fundador de uma empresa farmacêutica titulada como "TriCell" (antes "Travis Trading"). O livro de Travis era um conjunto de dados e informações coletados sobre a fauna e a flora do continente Africano e o que chama a atenção deles é uma flor cultivada pela tribo Ndipaya que aparentava ser sagrada por gerações dos indígenas.


Em 1962, Spencer chamou o arquiteto George Trevor para construir uma Mansão nas montanhas Arklay, aos arredores de Raccoon City. Durante a construção da Mansão, Spencer, Marcus e Ashford seguiram até a África onde poderiam estudar a tal flor cultivada pelos Ndipaya. Descobriram de que a flor não poderia sair de onde era cultivada e isso proporcionou a montagem das bases junto a TriCell no jardim dos Ndipaya para que a estudassem melhor e assim, no organismo da flor, descobriram o Vírus Progenitor. E era por conta da substância que a planta tinha os "poderes sagrados" pelos Ndipaya que a usavam para selecionar os mais fortes e os sobreviventes ao dom seriam consagrados e postos como chefes da tribo, a tradição que passou por anos.


Em 1967, a Mansão estava pronta. George Trevor necessitava viajar por fins de trabalho e Spencer ofereceu moradia a família dele. George, então, enviou sua esposa e filha, Jessica e Lisa Trevor, respectivamente, para a Mansão. Uma vez hospedadas, Spencer decidiu usá-las como cobaias para testes ao vírus Progenitor de formas variantes devido aos primeiros testes moleculares com a substância. Jessica acaba morrendo, mas Lisa sobrevive ao vírus e começa a sofrer mutações constantes. Ao George voltar, Spencer o mantém como prisioneiro que logo depois morre ao ser exposto ao Progenitor.


Em 1968, Spencer propõe a Edward e Marcus a criação de uma empresa farmacêutica e assim nasce a Umbrella. Marcus é feito como presidente do Centro de Treinamento da Umbrella e tentava modificar o vírus Progenitor inserindo o DNA de sanguessugas. Já Spencer criava o Projeto W, consistindo em selecionar crianças que receberiam doses do Progenitor e aquelas que sobrevivessem seriam capazes de avançar o sonho de deus de Spencer ao ter o DNA diferente do resto da população. Das 13 selecionadas, apenas duas sobreviveram, Albert e Alex, que receberam o sobrenome "Wesker". Albert Wesker com os dons do vírus, conseguiu ter uma boa base para treinamento de combate e uma inteligência fora do comum ao estudar campos da biologia.


Por volta de 1977, James Marcus criou o T-Vírus após anos de pesquisas no Centro de Treinamento da Umbrella. O T-Vírus, derivado do Progenitor com fusão do DNA de sanguessugas. As pesquisas de Marcus demoravam para ter sucesso e tinham alto custo, o que motivou Spencer a transportar a maioria de seus pesquisadores com dados do T-Vírus para os laboratório abaixo da Mansão Spencer onde lá conseguiram estudar mais o corpo de Lisa Trevor, entre eles William Birkin, que posteriormente, descobriria o G-Vírus no corpo da garota.


Em 1988, Spencer envia William Birkin e Albert Wesker para assassinarem Marcus e tomarem conta de suas pesquisas. Os dois com os dados do T-Vírus, conseguiram criar armas biológicas que foram mantidas nos laboratórios do Centro de Treinamento e nos da Mansão Spencer. A Umbrella que já havia feito relações com o governo e patrocinado diversas transformações sociais e políticas em Raccoon City ganhara confiança da população. Assim, ficou fácil subordinar o Departamento de Polícia de Raccoon.


Com o fim da União Soviética, Spencer se afiliou a Sergei Vladmir que teve participação extremamente importante na Umbrella com as pesquisas para a criação da arma biológica chamada Tyrant e para a criação de equipes militares da Umbrella. Tudo parecia andar bem.


Em 1996, o Departamento de Polícia criou os S.T.A.R.S., uma equipe selecionando os melhores dos melhores policiais. Albert Wesker entrou como capitão da Equipe Alpha. Em Julho de 1998, casos de canibalismo começaram a aparecer e Wesker sabia de que se tratava das armas biológicas que o T-Vírus proporcionava e assim decidiu usar os S.T.A.R.S. como fonte de dados de batalha. Mas a intenção verdadeira de Wesker era de pegar os dados de batalha para si a fim de conseguir confiança de uma organização rival a Umbrella para que ele pudesse seguir com seus planos pessoais semelhantes aos de Spencer.


Com o Incidente nas Montanhas Arklay, os S.T.A.R.S. fizeram de tudo para a população acreditar que a Umbrella era a culpada de tudo. Começaram a se dividir a fim de derrubar a Umbrella sem apoio. Em Setembro de 1998, a cidade de Raccoon é tomada por armas biológicas devido a incidentes ocorridos nos laboratórios subterrâneos que acabaram no vazamento do T-Vírus. 


Após vários acontecimentos feitos pela Umbrella, Chris Redfield e Jill Valentine, dois ex-membros do S.T.A.R.S. que estavam dominados por fúria contra a corporação, conseguiram incriminar a Umbrella em 2003. Sem Wesker agora, a única esperança de Spencer para conseguir se tornar o deus que tanto sonhou era Alex que já havia sido mandada para uma ilha isolada onde estudara mais vírus. Porém, Alex decidiu deixar Spencer morrer já que o homem estava velho demais e de que ela ainda tinha uma vida pela frente e poderia usar o plano de ser uma deusa para si mesma. Assim abandona Spencer.


Em 2006, Spencer estava querendo conversar com Wesker. Passando essa informação até chegar em Ricardo Irving, Spencer segue a uma réplica da Mansão de Raccoon onde Spencer revela o que era o Projeto W e o que Wesker deveria ter sido. Wesker o mata dizendo as últimas palavras que Spencer ouviria em sua vida: "O direito de ser um deus... Esse direito agora é meu" - Albert Wesker (Resident Evil 5)

Comentários