Ingrid Hunnigan


Nome: Ingrid Hunnigan
Nascimento: 1980
Tipo Sanguíneo: Desconhecido
Altura: Desconhecido
Peso: Desconhecido
Status: Viva
Primeira Aparição: Resident Evil 4


Ingrid Hunnigan é uma agente de apoio do Serviço Secreto do Governo Americano e atualmente trabalha na F.O.S. (Field Operations Support - Apoio de Operações em Campo).


Hunnigan sempre foi uma mulher muito dedicada a seu trabalho. Suas maiores ações contra o bioterrorismo destacaram a moça entre os agentes de apoio no governo dos Estados Unidos e é uma amiga muito íntima de Leon S. Kennedy. Seu primeiro contato com o bioterrorismo foi em 2004, quando a filha do presidente dos Estados Unidos, Ashley Graham, foi sequestrada por um culto religioso espanhol nomeado como "Los Illuminados". A ideia do sequestro era de infectar Ashley com um parasita e levá-la de volta para casa e assim infectar o presidente para que os Los Illuminados tivessem controle sobre a maior super-potência do globo.


Enquanto Leon investiga a vila El Pueblo, Hunnigan permanece mantendo o contato com o agente durante todo o tempo, compartilhando informações que facilitariam o resgate de Ashley. Entretanto, ao Leon entrar no Castelo da Família Salazar, ele perde o contato com Hunnigan e passa praticamente toda a sua jornada sem falar direito com a mulher. Só depois quando Leon consegue matar o líder do culto, Osmund Saddler, que ele volta a ter o contato com ela.


Um ano depois, ela volta a ajudar Leon quando o rapaz acaba se deparando com um Incidente envolvendo o T-Vírus e o G-Vírus na cidade de Harvardville. Leon também consegue solucionar enigmas com a ajuda de sua antiga parceira de Raccoon City, Claire Redfield.


Em 2011, Hunnigan acaba sendo escalada para a F.O.S. e fica encarregada de ser a Coordenadora de Operações. Um ano depois, em 2012, ataques bioterroristas estavam sendo feitos ao meio de uma Guerra Civil na República Eslava Oriental. Hunnigan orienta Leon por algum tempo, entretanto, ao verem que a situação piorava cada vez mais, Hunnigan pede para que Leon saia do local. O espírito teimoso e corajoso de Leon decide permanecer no local e junto com Ada Wong e outros homens, Leon descobre que a presidente Svetlana Belikova estava promovendo armas biológicas para terroristas de forma que criasse caos bioterroristas e ela mesmo contesse assim ganhando confiança da ONU em relação ao combate de armas biológicas e do terrorismo na República. Após as informações de Leon, os Estados Unidos junto com a Rússia atacam a República Eslava Oriental e tiram a presidente Svetlana de seu cargo.


Em Junho de 2013, o presidente dos Estados Unidos, Adam Benford, durante uma palestra na Universidade de Tall Oaks, torna-se em um zumbi depois de um ataque bioterrorista utilizando o C-Vírus. No local, Leon mata o presidente, já zumbificado, e encontra Helena Harper, uma agente da D.S.O (Divisão de Operações Especiais) indicada até mesmo por Hunnigan por seu histórico na CIA. Helena promete respostas sobre o ataque ocorrido na universidade, mas somente se eles conseguissem chegar a Catedral da cidade. Hunnigan guia Leon e Helena pela catastrófica cidade de Tall Oaks para saírem com vida.


Ao chegarem na Catedral e solucionarem diversos quebra-cabeças, Leon e Helena encontram Deborah Harper, a irmã de Helena que não demora muito para se tornar mais uma arma biológica proveniente do C-Vírus. Após um combate com a ajuda de Ada Wong que também estava no local, Helena diz que foi ela quem abaixou o sistema de segurança na Universidade e possibilitou o ataque que era ideia de Derek C. Simmons, o Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA. Isso porque Derek é líder de uma sociedade secreta denominada "A Família" e foi um dos homens responsáveis pela destruição total de Raccoon City em 1998. O presidente Adam iria revelar a verdade sobre o Incidente em Raccoon e até denunciando o envolvimento da Umbrella com o governo americano. Como não havia outra forma de calar Adam, Derek sequestrou Deborah e ameaçou matá-la caso Helena não participasse de seu plano maléfico.


Ao contar todas as informações para Hunnigan, a moça fica pressionada por Derek, mas finge não acreditar em Leon e Helena. Pois na verdade, ela estava influenciando a dupla para denunciarem Simmons. Ela chega até mesmo a forjar a morte dos dois para que pudessem viajar até a China onde Simmons se localizava e que também estava em pleno caos com o C-Vírus. Na China, após Leon e Helena matarem Derek, eles conseguem com Ada provas do envolvimento do Conselheiro na morte do presidente e também na criação do C-Vírus, feito por Carla Radames, ex-esposa de Simmons.


Com as provas, Hunnigan consegue inocentar Leon e até mesmo Helena. Ela permanece atualmente servindo de apoio para agentes.

Comentários