T-Vírus


Nome: Tyrant Virus / T-Virus
Desenvolvedores: James Marcus e William Birkin
Ano de Descoberta: 1978
Composição Básica: Progenitor Vírus + DNA de Sanguessugas
Primeira Aparição: Resident Evil (1996)


O Tyrant Vírus, mais conhecido como T-Vírus, é uma substância criada por James Marcus e aprimorada posteriormente por William Birkin e estudado por Albert Wesker.


Após a Umbrella instalar bases na África do Sul e começar a estudar melhor o Progenitor, foram mandadas diversas amostras do vírus natural para os Estados Unidos, onde James Marcus foi o principal pesquisador acerca das propriedades da substância. Ao combinar o Progenitor com o DNA de sanguessugas, Marcus chegou enfim ao T-Vírus, sendo o "T" de Tyrnat Vírus. (Tyrant = Tirano). As principais características, vistas posteriormente por Wesker, são de que o T-Vírus causa perda de neurônios e consequentemente a redução significativa da atividade cerebral restando a alimentação excessiva para o organismo sobreviver.


Vendo o potencial que o T-Vírus tinha, Marcus começou a se dedicar profundamente nas pesquisas do vírus para que um dia pudesse tomar a Umbrella de Spencer. Como diretor do Centro de Treinamento da Umbrella, Marcus começou a usar seus próprios funcionários como cobaias para experimentos com o vírus. Tudo foi arruinado quando Spencer ordenou que William Birkin e Albert Wesker assassinassem Marcus e tomassem posse de sua pesquisa com o T-Vírus.


A partir disso, o Centro de Treinamento foi fechado e as pesquisas com o T-Vírus foram levadas para o Complexo de Laboratórios de Arklay, abaixo da Mansão Spencer, onde a substância foi aprimorada a partir dos estudos com o vírus Ebola. Mas ainda assim, Birkin e Wesker procuravam fazer a arma biológica perfeita com o T-Vírus e procuraram estudar melhor uma forma de realizar soldados ideais já que a maioria das cobaias humanas viravam zumbis e quase 10% das cobaias apresentavam uma resistência maior ao vírus.


Isso permitiu que Albert Wesker abrisse experimentos com cobaias de diversas espécies e até mesmo a administrar o T-Vírus em organismos híbridos, caso das Chimera e Hunters. Essa ampliação da pesquisa acabou gerando diversas armas biológicas como Neptune, Web Spinner e Cerberus que ficaram mantidas sob total sigilo nos laboratórios de Arklay.


Mas em Maio de 1998, a arma biológica ideal foi, enfim, realizada. Foi criado o Tyrant T-002, "a forma de vida mais avançada até então" segundo Wesker. Os estudos com o Tyrant foram interrompidos quando o T-Vírus foi vazado na Mansão e no Centro de Treinamento da Umbrella. Entretanto, os dados deste modelo de Tyrant junto com todos os outros dados das propriedades do T-Vírus permitiram que a Umbrella criasse Tyrants em massa clonando Sergei Vladmir, cujo era compatível com o vírus. A criação desses monstros em massa foram feitos nos moldes do modelo T-103 (Mr. X). Um Tyrant, em especial, foi nomeado como Nemesis e mandado para Raccoon City em pleno caos por um incidente biológico, para matar os membros do S.T.A.R.S. que sabiam das verdades obscuras da Umbrella.


Após tantos incidentes ocasionados pelo T-Vírus, a Umbrella foi fechada por Chris Redfield e Jill Valentine. Entretanto, todo o históricos de dados da Umbrella sobre o T-Vírus foram passados adiante e permitiram a criação de diversos outros agentes biológicos devastadores.

Comentários