ANÁLISE: The Ghost Survivors


Antes mesmo de ser lançado, Resident Evil 2 Remake prometeu uma DLC a ser lançada em Fevereiro. The Ghost Survivors é uma DLC gratuita que conta a história de 4 personagens (a princípio, pois podem ser adicionados mais ao longo do tempo) que morreram no jogo oficial. Ou seja, são histórias NÃO-CANÔNICAS! Não adicionam muita coisa, apenas detalhes no canon como Katherine, a filha do prefeito, ser namorada de Ben Bertolucci, o jornalista preso encontrado por Leon.


Sem Tempo para Chorar: O cenário que acompanha Robert Kendo, o dono da loja de armas Gun Shop Kendo e que tem sua filha infectada. Emma Kendo acaba sendo morta pelo pai após Leon e Ada passarem pela Loja de Armas. Depois, Kendo estaria prestes a se matar, mas acaba recebendo uma ligação de um amigo para um resgate.

O trajeto de Kendo é saindo da loja de armas e indo até os esgotos, especificamente, no local onde ocorre a batalha contra William Birkin em sua segunda mutação que deve-se ativar um guindaste para derrotá-lo. O perigo nesse cenário são zumbis venenosos, quando te mordem, eles podem ou não te envenenar ou então, quando os mata, eles livram uma nuvem de veneno que com certeza afetam seu personagem.


Fugitiva: Esse cenário é protagonizado por Katherine Warren, a filha do prefeito Michael Warren, e ao que tudo indica, namorada de Ben Bertolucci. Como sabemos, ela é pega por Brian Irons e morta para ser adicionada a coleção de taxidermia do chefe de polícia. No cenário não-canônico, ela mata Irons e sai pelas ruas de Raccoon rumo a delegacia para soltar Ben.

O perigo desse cenário fica por conta de zumbis brancos que só podem ser mortos com uma munição mais forte do que a normal.


Soldado Esquecido: Protagonizado por um soldado da USS, ele consegue coletar a amostra do G-Vírus que cai de Leon quando ele está abordando Ada no NEST. Ele deve passar pelo laboratório terrivelmente infestado por zumbis, Ivys e até Mr. X para chegar ao bonde e escapar da cidade com o G-Vírus.

O perigo fica por conta de zumbis com armaduras e o grande número de inimigos.


Sem Escapatória: Um cenário bonûs que é aberto somente após completar todos os outros, é protagonizado por Daniel Cortini, o xerife que Leon e Claire veem sendo morto pelo primeiro zumbi do jogo no posto de gasolina. O cenário é da loja do posto e 100 inimigos vão aparecendo aos poucos. Você deve matar todos, sendo que zumbis venosos, zumbis de armadura e zumbis fortes aparecem aqui também.


A DLC não adiciona quase nada na trama justamente por não ser canon. E mesmo assim, não traz a diversão que a campanha de Leon e Claire ou até mesmo Hunk e Tofu trazem. Elas são cruas e não tem alguma imersão do jogador dentro do conteúdo. Pode agradar àqueles que buscam desafios e que vão ficar tentando passar sem dano ou no menor tempo possível.


A diversão fica por dentro do cenário bônus, do xerife Daniel, você fica dentro da loja tentando diversas vezes passar do cenário, criando estratégias diferentes e fazendo algo que todos os jogadores de Resident Evil gostam de fazer: matar zumbis. É o cenário que coloca o jogador em uma espécie de "The Mercenaries" com a proposta que Resident Evil 2 Remake faz. Os outros cenários não garantem tanta diversão por terem um sentido mais linear, fazendo quase a mesma coisa dos minigames de Hunk e Tofu, mas com menos graça.

Por fim, o minigame The Ghost Survivors pode gerar só alguns minutos de diversão. Se você esperava algo maior do que isso, pode esquecer. É apenas um minigame parecido com The 4th Survivor e Tofu Survivor com outro personagem no controle. Vale a pena jogar cada cenário apenas uma vez, nem que seja no modo "Treinamento" para conferir os pequenos detalhes que esse conteúdo oferece a trama e para abrir o cenário Sem Escapatória. Outro ponto positivo e que pode deixar a coisa mais legal, são as personalizações dos personagens adicionando "capacetes" diferentes baseados em animais, inimigos e até um de Mofado (inimigo de Resident Evil 7).

NOTA FINAL: 6,0/10

Comentários