Excella Gionne


Nome: Excella Gionne
Nascimento: 1983
Tipo Sanguíneo: Desconhecido
Altura: 175cm
Peso: 55kg
Status: Morta
Primeira Aparição: Resident Evil 5


Excella Gionne foi a diretora executiva da divisão africana da multinacional TriCell. Ela também foi uma grande parceira e apoiadora de Albert Wesker em seus últimos anos de vida.


Excella é descendente dos Travis, a família que fundou a multinacional farmacêutica TriCell e que auxiliou a Umbrella em pesquisar vírus e armas biológicas na África. Após se formar em Engenharia Genética, Excella começa a trabalhar aos 18 anos na TriCell sempre visando uma posição mais poderosa.


Em 2005, Excella conduziu uma entrevista com Jessica Sherawat para falar sobre detalhes do T-Abyss Vírus, o qual ocasionou incidentes como o Pânico em Terragrigia e Incidentes nos navios Queen Zenobia, Semiramis e Dido. Após esse relatório e a entrega do T-Abyss para a TriCell, Excella torna-se a diretora executiva da divisão africana da TriCell.


Misteriosamente, a primeira ordem de Excella como diretora executiva foi de reabrir o Centro de Pesquisas da Umbrella na África do Sul, pois nessas foram feitos estudos sobre o Progenitor Vírus, substância a qual foi base para criação do T-Vírus e consequentemente, de diversos outras armas virais da companhia. Resgatar as pesquisas do Progenitor seria essencial para que ela pudesse auxiliar seu amado Albert Wesker no Projeto Uroboros, um vírus ao qual seria lançado em escala global e selecionaria naturalmente os seres mais fortes da terra e que veriam Wesker como um deus. Excella acreditava que seria, então, a "rainha" e teria sempre o apoio de Wesker na vida. Com a sua paixão por Wesker, ela também injetava regularmente o soro PG67A/W, produzido pela TriCell, que controlava os sintomas do Progenitor no organismo de Wesker.


Após avançar nas pesquisas do Uroboros com Wesker, Excella contrata Ricardo Irving, um habilidoso vendedor no mercado negro, para vender armas biológicas da TriCell assegurando o fundo financeiro da multinacional. Entretanto, em 2009, as atividades ilegais de Irving foram vistas pela BSAA, enviando os agentes Chris Redfield e Sheva Alomar para capturarem o homem.


Ao saber que a BSAA vinha atrás dele, Irving infectou a população local de Kijuju com uma variante do parasita Las Plagas transformando-os em Majinis. Nessa busca por Irving, Chris desconfia de que Jill Valentine, sua antiga parceira no combate contra o bioterrorismo, poderia ainda estar viva. A agente foi considerada morta em 2006 após um combate contra Wesker. Excella entra em contato com a dupla da BSAA enquanto eles investigam as instalações africanas da TriCell a fim de confundir os agentes e afastá-los a qualquer custo de chegarem perto de impedir os planos dela e de Wesker.


Quando finalmente se encontram fisicamente, Chris e Sheva são impedidos por uma mulher misteriosa que logo revela-se Jill, mas a comando de Wesker e Excella. Após um combate, eles conseguem salvar Jill e livrá-la da substância P30 (a qual controlava seus movimentos a comando de Wesker). Enquanto isso, Excella e Wesker se direcionavam para um navio da TriCell. Com sorte, Chris e Sheva conseguem chegar ao navio antes de sair do porto. Eles confrontam novamente Excella que deixa cair uma amostra do PG67A/W que acaba sendo essencial para causar uma dose exagerada do soro em Wesker a fim de derrotá-lo posteriormente.


Mas antes da batalha contra Wesker, Chris e Sheva acabam se deparando com Excella sendo infectada pelo Uroboros. Pois após tudo estar indo como planejado, Wesker não viu mais utilidade em Excella. A diretora da TriCell acaba se tornando em um monstro letal e cabe a Chris e Sheva destruírem de uma vez por todas.


Comentários