Raccoon City


Nome: Raccoon City
Tipo de Localidade: Cidade
Localização: Estados Unidos


Raccoon City era uma pequena cidade localizada ao centro-oeste dos Estados Unidos e o lar principal da multinacional farmacêutica Umbrella.


HISTÓRIA

Na década de 1960, a área de Raccoon começa o seu processo de urbanização. O que antes era uma ampla região florestal, tornou-se uma pequena cidade com a chegada da corporação Umbrella. A multinacional investe uma vasta quantia de dinheiro para estabelecer uma metrópole, oferecendo aos cidadãos da época, melhores condições de vida e empregos. Em 1969, cria-se o Departamento de Polícia de Raccoon City (RPD - Raccoon Police Departament). Um antigo museu é aproveitado para a criação da estação de polícia.


Não demora muito para que Raccoon comece a crescer exponencialmente. Em somente alguns anos, Raccoon já possui diversos monumentos, transporte qualificado com linhas de metrô e espaços de lazer, tudo para uma cidade com apenas cerca de 100.000 habitantes. Paralelamente, a Umbrella consegue investir, em sigilo, na pesquisa e desenvolvimento de armas biológicas tendo perto de 30% da população filiada, diretamente ou estreitamente, com a corporação. A cidade torna-se um grande laboratório da Umbrella.


Em 1987, Michael Warren é promovido como prefeito da cidade. O prefeito concorda em agir com a Umbrella para tornar Raccoon uma cidade ainda maior. Essa 'parceria' resulta em diversos acordos entre a Umbrella e entidades do governo americano. Foi no começo da década de 1990 que Warren criou a campanha "Bright Raccoon 21", um planejamento estratégico que visava a tentativa de fazer Raccoon City uma cidade a frente de seu tempo tornando-se um grande centro urbano durante no século XXI.


A campanha de Warren teve como destaques: a criação do Hospital de Raccoon junto a centros clínicos, a uma reforma na prefeitura da cidade, a uma expansão nas linhas do metrô e ainda à criação do time de elite S.T.A.R.S. (Special Tatics And Rescue Service - Serviço de Resgate e Táticas Especiais) no ano de 1996. Essas principais mudanças e criações foram todas financiadas pela Umbrella, que paralelamente a campanha "Bright Raccoon 21" estava já construindo o NEST, um grande complexo de laboratórios subterrâneos para atender mais demandas relacionadas a pesquisa e desenvolvimento de armas biológicas. A responsabilidade do NEST estaria nas mãos do cientista William Birkin.


Com sua campanha ganhando força, uma das ações de Warren é nomear o amigo Brian Irons como o chefe de polícia da cidade e diretor de um orfanato. Em ambos os locais, Irons era responsável pela ordem, auxílio e segurança das atividades ilegais da Umbrella, uma vez que a própria corporação comprou o chefe corrupto para assegurar suas pesquisas. O prédio do RPD, que antes era um museu, e o Orfanato de Raccoon tinham ligações diretas com o Centro de Tratamento de Esgoto, este sendo a principal entrada para o NEST. Sendo assim, Irons agia estranhamente e fazia de tudo para manter quaisquer investigações longe da Umbrella, em troca recebia altos valores em propina. Além disso, como diretor do Orfanato, Irons trazia crianças abandonadas e selecionava algumas para servirem de cobaias em experimentos específicos no NEST.



OS INCIDENTES EM ARKLAY


No meio do ano de 1998, a população de Raccoon começa a se assustar com assassinatos bizarros ocorrendo nas Montanhas Arklay, aos arredores da cidade. O RPD designa os S.T.A.R.S. para investigarem esses casos. A Equipe Bravo liderada pelo capitão Enrico Marini sai para investigar na noite do dia 23 de Julho, entretanto, um pane no motor acaba resultando em um pouso forçado no meio da densa floresta de Arklay. A novata Rebecca Chambers, durante a missão, encontra o trem Ecliptic Express, onde adentra e depara-se com Billy Coen. Posteriormente, é essa dupla que descobre que os acontecimentos bizarros são resultado do vazamento do T-Vírus em regiões de Arklay. Esse vazamento foi ocasionado por James Marcus, co-fundador da Umbrella e criador do T-Vírus, em vingança da própria corporação, uma vez que foi morto durante suas pesquisas.


No dia 24 de Julho, a Equipe Alpha, sem informações sobre o time Bravo, vai até o local dos destroços do helicóptero da Bravo. Durante a investigação, eles começam a ser atacados por Cerberus. O piloto Brad Vickers foge amedrontado deixando seus companheiros na floresta de Arklay. A alternativa que o time tem é de se abrigarem na Mansão Spencer onde encontram membros feridos ou mortos da Equipe Bravo, além de zumbis, monstros e armas biológicas. Chris Redfield e Jill Valentine são os policiais que descobrem que tal Mansão era uma fachada para um complexo de laboratórios. Ainda mais, descobrem que o capitão do Alpha, Albert Wesker, tratava-se de um agente duplo. O capitão era um cientista da Umbrella, mas sua intenção de atrair os S.T.A.R.S. para o combate aos monstros e armas biológicas era de coletar dados das criaturas e ter dados para vender-se a uma outra corporação, rival a Umbrella.


Os sobreviventes desses incidentes são: Chris Redfield, Jill Valentine, Barry Burton, Rebecca Chambers e Brad Vickers. O capitão Wesker forja a sua morte, mas também sobrevive e sai de Raccoon estabelecendo novos planos, já que os S.T.A.R.S. mataram o Tyrant T-002, a arma biológica que seria a peça-chave para se vender a outra corporação. Retornando a Raccoon, os policiais relatam todo o ocorrido na Mansão Spencer. Mas Irons, comprado pela Umbrella, arquiva o caso e acusa o time de elite com envolvimento em drogas para abafar o ocorrido à população.


A tentativa dos S.T.A.R.S. de alertar a população sobre as verdades obscuras da Umbrella é falha. Com isso, eles decidem investigar por conta própria. Chris viaja a Europa em busca de novas provas. Barry se muda para o Canadá com sua família e passa a investigar a Umbrella à distância. Jill, por outro lado, permanece em Raccoon investigando a corporação.



O INCIDENTE EM RACCOON CITY

Com tantos experimentos ocorrendo no NEST, o número de cadáveres infectados estava chegando ao nível do sistema de incineração não suportar mais. Isso ocasionou na infecção do T-Vírus no solo, levando a substância para organismos de artrópodes. Esse acontecimento foi um dos primeiros fatores a levar o T-Vírus para fora dos laboratórios.


Mas o principal fato que levou ao Incidente em Raccoon City foi um combate entre os soldados do Serviço de Segurança da Umbrella (USS) e William Birkin. Presenciando a morte de Marcus e com a saída de Wesker, Birkin sabia que ao terminar as pesquisas com o G-Vírus, ele poderia ser descartado por Ozwell E. Spencer, o único fundador da Umbrella vivo naquela altura de tempo. Ele decide tentar vender o G-Vírus ao governo americano por um preço mais acessível em troca de segurança a ele e a sua família. Entretanto, Spencer descobre o fato e envia um time da USS, liderado por Hunk, para coletar o G-Vírus.


Em 22 de Setembro de 1998, na hora da coleta das amostras dos vírus, Birkin se infecta com o G-Vírus e transforma-se em uma criatura G. Ele mata todos os soldados do esquadrão, exceto Hunk, e durante o combate, ele pisa em frascos do T-Vírus. A substância acaba infectando ratos no Centro de Tratamento de Esgoto e os animais viram portadores do vírus.


Em apenas alguns dias, Raccoon City já começa a ser dominada por zumbis e outros tipos de monstros criados a partir de infecções acidentais. O RPD é acionado junto ao Exército Americano para conter o incidente, entretanto não adianta muita coisa. Os militares são todos mortos pelos monstros da cidade. Preocupada com testemunhas de seu envolvimento com o incidente e interessada pelo ocorrido, a Umbrella aciona também a U.B.C.S. (Serviço de Contenção Biológica da Umbrella) entregando a falsa missão de salvar civis para a maioria do time de elite. Porém, o verdadeiro intuito da U.B.C.S. nas ruas de Raccoon estava nas mãos de seus supervisores, homens do time selecionados para a missão de eliminar testemunhas sobre o incidente e coletar dados de batalha das armas biológicas e monstros gerados a partir de infecções acidentais.


Além da U.B.C.S., a Umbrella despacha armas biológicas na cidade para auxiliar na eliminação de testemunhas e na coleta de dados de batalha. Os principais monstros soltos pela corporação em Raccoon foram Hunters Beta e Tyrants T-103. Uma outra arma biológica despachada, em especial, é Nemesis T-Type, um Tyrant que foi implantado com o Parasita NE-Alpha e designado especialmente para eliminar os S.T.A.R.S. sobreviventes. Por isso, durante sua perseguição por seus alvos, ele fica repetindo a sigla "S.T.A.R.S." e fazendo de tudo para matá-los assim que possível. Mas também qualquer indivíduo que tente matá-lo ou atrapalhar sua missão, Nemesis deverá eliminar. Durante a noite do dia 28 de Setembro e madrugada do dia 29, no auge da destruição da cidade, Nemesis mata o membro Brad Vickers e passa a perseguir Jill Valentine.


A delegacia do RPD vira um centro de refúgio com policiais entregando suprimentos aos sobreviventes. Mas entre os dias 27 e 29, a delegacia começa a ser invadida por zumbis e monstros, tornando o RPD em um cenário também não-seguro. Poucos policiais sobrevivem aos ataques como Marvin Branagh, David Ford e Elliot Edward. Na noite do dia 29, Leon S. Kennedy e Claire Redfield chegam a cidade, ambos com objetivos diferentes, mas se abrigam na delegacia e tentam encontrar formas de sair do local. Eles descobrem que o prédio possuia uma passagem secreta que poderia os levar para os esgotos e depois para fora da cidade. Entretanto, tanto Claire quanto Leon passam a ser perseguidos por um modelo de Tyrant T-103 (Mr. X) e pelo próprio G, nome dado a criatura que William Birkin se tornou.


No lado de Leon, o policial novato se depara com a espiã Ada Wong, quem trabalha em sigilo para Albert Wesker e tinha a missão de coletar uma amostra do G-Vírus para o chefe. Já no lado de Claire, a jovem de 19 anos encontra Sherry Birkin, filha de William. Claire também se depara com o chefe Irons, já tomado por sua própria insanidade e quem a guia até o Orfanato onde Claire descobre que durante o Incidente, modelos do T-103 foram designados a matar as crianças restantes no local. Em ambos os lados, Leon e Claire também se deparam com Annette Birkin, a esposa de William e mãe de Sherry, que foi co-criadora do G-Vírus e era a responsável pela comunicação entre o NEST e Irons em seus cargos como diretor do Orfanato e do RPD.


Annette revela aos dois como o incidente começou e se culpa por todo o ocorrido. É ela também que alerta Leon a verdade sobre Ada e que ajuda Claire a curar Sherry de uma infecção do G-Vírus. Leon e Claire chegam a explorar o NEST, mas acabam tendo que sair as pressas pelo sistema de autodestruição do complexo ser ativado ao Leon coletar uma amostra do G-Vírus para Ada. Ele não chega a entregar para a espiã ao saber de que o vírus em suas mãos poderia trazer consequências severas. Mas Ada forja sua morte e consegue ainda assim coletar o G-Vírus para Wesker. Leon, Claire e Sherry conseguem escapar da cidade na manhã do dia 30.


Na madrugada do dia 01 de Outubro, o mercenário Carlos Oliveira direciona-se até o Hospital de Raccoon para tentar achar uma vacina a fim de curar Jill que foi infectada por Nemesis com o T-Vírus. É no hospital que Carlos presencia seu próprio capitão Nicholai Ginovaef, um dos supervisores, assassinando um outro supervisor, Tyrell Patrick. Achando uma vacina, Carlos retorna a Jill e consegue curar a policial. A jovem posteriormente encontra-se com Nicholai e ele mesmo revela o verdadeiro intuito da U.B.C.S.


Perto do amanhecer, Jill e Carlos são surpreendidos com a notícia de que o governo americano, junto a Umbrella, tomaram a decisão de esterilizar Raccoon City com um míssil nuclear. Essa ação também contou com a participação de Derek C. Simmons, um membro do alto escalão da sociedade anônima "A Família". Nicholai consegue sair da cidade com o último helicóptero disponível. Jill e Carlos são resgatados por Barry Burton segundos antes do míssil atingir a metrópole. Já Ada consegue sair da cidade, também segundos antes da explosão, utilizando uma arma especial para pegar uma carona no helicóptero de Sergei Vladimir e Spencer que carregavam consigo um grande sistema de dados da Umbrella em uma caixa.


O míssil atinge Raccoon City ao amanhecer do dia 01 de Outubro de 1998, varrendo a cidade do mapa e marcando sua destruição no globo com uma grande nuvem de cogumelo.



LEGADO


O Incidente em Raccoon City se tornou um evento histórico, sendo estudado até atualmente em universidades e escolas. Mesmo anos depois de sua destruição, Raccoon continua sendo lembrada como o auge de ações bioterroristas no globo terrestre.

Comentários